IV Blog-prog de Goiás faz defesa da democracia

Blogueiros e ativistas digitais defendem retirada de Temer do poder com eleições gerais, rejeitam intervenção militar e troca de golpista por Maia

 

O IV Encontro de blogueiros e ativistas digitais em Goiás reuniu blogueiros, ativistas digitais e militantes de movimentos sociais e comunitários do Estado. O evento, que é promovido pelo núcleo goiano do Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé, foi realizado no auditório Costa Lima da Assembleia Legislativa na tarde de sábado (23).

O encontro se transformou num ato de defesa da democracia e das garantias do Estado Democrático de Direito. Os participantes enfatizaram a necessidade de retirada pelas vias democráticas do presidente Michel Temer do poder e rejeitaram as manifestações favoráveis a uma intervenção militar.

Também foram criticadas as articulações em curso para que o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia ocupe o lugar do golpista no Palácio do Planalto.

Blogueiros, ativistas sociais e militantes de movimentos populares defenderam que Temer seja afastado a partir das denúncias feitas pela PGR (Procuradoria Geral da República) e pelas investigações da Polícia Federal que apontam Temer e seus ministros como uma quadrilha que desviou R$ 250 milhões da Caixa Econômica Federal.

Membro da direção do Barão, Cido Araújo, o Cidoli, informa que além de Goiás estão previstos encontros noutros seis estados da federação. “Apesar das dificuldades os blogueiros e ativistas sociais têm conseguido furar a bolha da grande imprensa e levar à população informações que desmascaram a hipocrisia dos golpistas, mas é necessário um esforço para que aja mais organização e a construção de meios de financiamento à mídia alternativa”, aponta.

Moro vs Mourão

Principal palestrante do evento, Eduardo Guimarães, editor do Blog da Cidadania, criticou as declarações do General Antônio Mourão, sobre possibilidade de intervenção militar para derrubar o presidente Michel Temer (PMDB-SP). Ele afirma que “o povo brasileiro precisa que a Constituição Federal seja respeitada por todos, desde o cidadão comum, passando pelos deputados, os ministros do Supremo e os comandantes das Forças Armadas. Temer deve ser afastado do poder a partir das graves denúncias que pairam contra ele e contra o seu governo, mas tudo deve ser feito dentro da lei. Sem golpe. E a partir do afastamento de Temer eleições devem ser convocadas em 90 dias”,frisa.

Eduardo Guimarães diz que o Brasil deve retomar o caminho da legalidade democrática e da soberania popular. “Uma quadrilha se organizou para tirar do poder uma presidenta honesta, jogando no lixo 54 milhões de votos dos brasileiros que elegeram Dilma e o seu projeto para governar o país. A partir do momento em que desrespeitaram a soberania popular o país entrou num caos, pois houve a desestabilização do princípio que norteia a nossa Constituição, que diz no seu parágrafo primeiro que todo poder emana do povo e em nome dele deve ser exercido”, enfatiza.

O blogueiro fez um relato de sua experiência recente, onde foi alvo de condução coercitiva pelo juiz Sérgio Moro, numa ação que foi repudiada por todos os veículos da grande imprensa e da mídia alternativa.

No dia 21 de março deste ano, Eduardo Guimarães foi retirado do seu apartamento ás 6h da manhã pela Polícia Federal a pedido do juiz Sérgio Moro, sob acusação vazamento de informações da Justiça. Um contra-senso, uma vez que a Lava-Jato é notória por vazar informações sistematicamente, principalmente quando se trata de político ligado ao PT.

Eduardo Guimarães relata que no final de 2016 recebeu telefonema, de uma pessoa informando que Lula seria alvo da 26 edição da Operação da Lava Jato. O declarante falou que tinha o número da decisão do juiz Sérgio Moro, e o nome de todas as empresas e pessoas que teriam o sigilo quebrado. Eduardo conta que checou e depois publicou a matéria no seu blog. A partir desta publicação, que foi feita poucos dias antes do ex-presidente Lula ser conduzido coercitivamente pela Polícia Federal, o blogueiro passou a sofrer retaliações de veículos da grande imprensa e a ação de Moro. Ele relata que violaram o seu sigilo bancário, fiscal, telefônico, e que a superexposição do qual foi vítima a partir de sua condução pela Polícia Federal prejudicou os seus negócios. “Trabalhava como representante comercial e perdi todos os meus contratos depois que a Globo colocou minha imagem seis vezes no Jornal Nacional”, revela.

Segundo Guimarães, ele só não amargou prisão preventiva graças a reação de entidades como a Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas), dos blogs progressistas e de matérias veiculadas na própria Folha de S. Paulo.

“Hoje no Brasil, além de gente falando em golpe abertamente, como o general Mourão, o próprio comandante do exercito endossou suas palavras. Quando derrubam uma presidenta por uma razão falsa, e se deslegitima o voto popular, abre-se a porta para um novo golpe. Quero Temer fora do poder de acordo com a lei. Que o STF mande tirar o Temer do cargo como tiraram o (Eduardo) Cunha (ex-presidente da Câmara). Quero o império da lei, pois senão eles vão invadir minha casa de novo às 6hs da manhã”,enfatiza.

 

Apoio

O evento teve apoio do Sinpro (Sindicato dos Professores do Estado de Goiás). O presidente da entidade, Railton Nascimento, salienta que a o combate ao monopólio da mídia é uma tarefa que deve unir todas os segmentos sociais. Alan Francisco de Carvalho, secretário da CONTEE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino) e membro da executiva nacional do FNDC (Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação), ressalta que a cada ativista social é importante neste momento em que estão em disputa no país duas narrativas: a versão dos golpistas, através da mídia oligopolista e a visão dos democratas que reagem ao projeto de retirada de direitos do povo.

O deputado federal Rubens Otoni (PT) e a deputada estadual Isaura Lemos (PC do B) prestigiaram o evento. Otoni destacou a vitória das forças progressistas que barraram na Câmara Federal a criação do Distritão. Ele avalia que neste momento de dificuldades para a centro-esquerda a candidatura do ex-presidente Lula é um ponto de convergência para todos os democratas, que tem na sua liderança a força para reagir ao golpe. “Lula tem a capacidade de dar esperança ao povo brasileiro para superar estes tristes tempos”, confia.

A deputada Isaura Lemos avalia que golpe se deu na medida em que os governos progressistas não conseguiram fazer um contraponto à mídia hegemônica. “A população foi manipulada pelas informações da mídia golpista, e por isto é necessário estimular a reação, através de eventos como este promovidos pelo Barão”, frisa.

Um dos últimos sobreviventes da Guerrilha do Araguaia, Zezinho do Araguaia diz que é necessário que a militância de esquerda invista no contato direto com o povo. “É preciso falar a linguagem do povo, ouvir seus clamores. É a partir do conhecimento das necessidades do povo que todos nós vamos construir a narrativa necessária para superar o golpe e os golpistas”,acredita.

Narelly Batista, coordenadora em Goiás do Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé, destaca a importância da realização da quarta edição do evento, lembrando que os ativistas goianos são pioneiros na estruturação do movimento nacional coordenado pelo Barão de Itararé, e mesmo com as dificuldades da conjuntura nacional, mantém a luta pela liberdade de expressão.

Colaborador dos Jornalistas Livres em Goiás, Frederico Noleto, ressalta que apesar do conservadorismo dos meios de comunicação no Estado, uma geração de ativistas sociais tem expressado o seu inconformismo nas redes sociais. O desafio, segundo ele, é ampliar o alcance das manifestações.

Representantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores sem Teto), da CUT-GO, CTB, professores da Faculdade de Comunicação da UFG, ativistas e militantes do movimento estudantil também prestigiaram o debate.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply

Powered by WordPress | Shop Free AT&T Cell Phones Online. | Thanks to iCellPhoneDeals.com, Free MMO and Transfer equity